BANGKOK - links úteis

BANGKOK - onde dormir e o que fazer

HOTEL BANGKOK:

EcoHotel Bangkok - 28€/noite

BANGKOK - FORMAS DE DESLOCAÇÃO:

Taxi, com taxímetro (pedir sempre com "taximeter").

BANGKOK - ONDE COMER:

Na rua, é seguro, barato e excelente!

O QUE VISITAR EM BANGKOK:

- As massagens! Sem dúvida as massagens! Para quem gosta, claro. É barato, costumam durar 1h e são excelentes a massajar.

- Comer na rua... comida em espetadinhas, caixas de comida, fruta, doces... é tudo maravilhoso!

- Mercados de rua, onde se encontra tudo.

- Jantar no Bayoke Tower 2, num restaurante rotativo com vista para a cidade.

- Atenção aos shows de ping pong. Primeiro dizem um valor e depois cobram 10 vezes mais.

- Damoen Saduak, ou mercado flutuante, cheio de turistas o que torna quase impossível uma boa foto, nem andar sossegada pelo mercado.

LINKS ALOJAMENTO

logo.png

BANGKOK - diário de viagem

MARÇO 2012

 Acabadinhos de comer um pork ginger e um chiken teryaki, pusemo-nos a caminho de uma primeira exploração da cidade. Andamos 10 minutos e fomos atraídos por duas tailandesas que diziam "foot massaaaaaage" (arrastam sempre alguma silaba das palavras!). Aceitamos e fomos a uma "thai massaaaaaage"! BRUTAL!!!! Ela apertava e tudo estalava!! 1h a sermos apertados, amassados e estalados! Saímos de lá e até parecia que pairávamos! Agora vamos voltar ao plano original! Estes caramelos só nos querem levar para os sítios que eles conhecem e que ganham comissão! Nós queremos ir a um sítio e eles só dizem que está fechado e que há outro sítio muito melhor... Pois sim! Bem, não imaginam o calor que está aqui... 32•, real feel 38• e são 20h16! 

Temos comido maravilhosamente bem, bangkok é fenomenal, já vimos gafanhotos, larvas, carochas e uns bichos estranhos fritos. O Di diz que amanhã que prova... Eu acho que não tenho coragem! Se provar, só se for o grilo porque parecem camarões depois de fritos! A ver...

Ontem à noite, depois de muito lutar contra tailandeses teimosos, que só nos queriam levar para sítios onde eles ganhavam comissão, lá conseguimos chegar à rua Silom, rua de um mercado, cheio de tudo o que vocês possam imaginar que se possa vender, desde roupa, carteiras, bolsas, óculos de sol, relógios, coisas eletronicas, telemóveis, malas, até mulheres! Tailandesas lindas (às vezes lindos!), de bikini, a dançar à porta e em cima do balcão, que nos chamavam para entrarmos.

Enquanto víamos o mercado, tínhamos os "mestres" do negócio que nos tentavam impingir "Ping Pong Show"! Para quem não sabe, não estamos a falar do jogo, onde duas pessoas têm duas raquetes na mão e uma bola, que vão batendo para tentar ganhar pontos... Não! Quer dizer, isto de marcar pontos não anda longe da verdade... Passo a explicar! Imaginem que andam na rua, a ver tailandesas lindas de bikini e um mercado cheio de coisas fabulosas e de repente, depois de desistir de mandar embora os chatos (que sao mais que as mães) que só dizem "Ping pong show" e nos mostram um catalogo com uma serie de "shows" realizados (supostamente) pelas mulheres lindas que vocês estão a ver, lá aceitamos e fomos ver Ping pong, por 100 baths cada um, 2,5€ arredondando!

Subimos por uma escada apertadinha com o chão em alcatifa e entramos numa sala escura com luzes a apontar para um palco central onde se veêm tailandesas velhas, gordas, de mamas descaídas, cheias de barriga, com roupa interior horrorosa! Excusado será dizer que o meu marido se pôs logo a andar, alegando que aquelas eram muito feias e que ia a outro lado! Claro que o fulano, perito em vendas, tratou logo de nos levar a outro sítio, onde o esquema era o mesmo, mas desta vez, estava uma miúda muito bonita a dançar e nós todos contentes, lá nos sentamos e pedidos uma bebida. Bem, tudo uma farsa!

Quando era para ver o Ping pong show, a miúda gira chegava-se para o lado e apareciam as gordas e horrorosas com um mau aspecto, que faziam de tudo com a respectiva! Reparem, quando digo tudo, é mesmo tudo! Abriam latas de capsula, rebentavam balões com dardos disparados pela dita cuja, fumavam, e finalmente lá veio o show de Ping pong... A fulana deita-se no chão, tapa a respectiva com um pano, mete uma bola lá dentro e depois dispara! Aqui tentam acertar com a bola em nós!!! Que nojo!!!!!! Foi nesta altura que dissemos "vamos daqui pra fora!" e vieram umas fulanas com a conta. Literalmente a tratar-nos mal, empurravam o Diogo para o balcão onde estava uma conta de 2800 baths, em vez dos 200 combinados com o "perito", que nos deixou lá mal entramos! Depois de muita discussão, o Di lembrou-se de dizer que não pagava porque não tinha sido o combinado e que ia chamar a policia. Mal a palavra policia lhe saiu, não se ouviu nem mais uma palavra e saímos, pacificamente!! Meus caros, isto só visto!!! 

Chegamos lá baixo, meios abananados pelo que tínhamos visto e eu sugeri que fossemos ver as mulheres bonitas, para tirar aquele "freak show" da nossa memória! Entramos num dos bares e veio logo a correr uma tailandesas, que eu continuo a defender que era um tailandes, que se senta imediatamente no colo do Diogo e lhe mete a mão dele nas suas mamas de plástico! Vocês imaginam a cara do Diogo?! Ele só dizia: como é que eu me vou ver livre disto?! E eu? Só me ria!!! Ela/e dançava, mostrava tudo, fazia aquelas caras super estudadas horas em frente ao espelho, super artificial e fazia-nos perguntas, mostrando um cartão com os preços para irmos com ela lá para cima! 4000 baths ou seja 100€!!! Eu só me ria! Eu lá disse ao Di para lhe dizer que queria ficar a sós com a mulher e ela/e lá saiu da nossa beira! Mal tivemos oportunidade saímos a correr e fugimos! :)

À ida embora passamos por uma rua de show masculino, que de masculino nada tinha! Eles tentavam tocar no Diogo, ainda lhe puseram a mão no mamilo e tentavam fazer com que nós entrássemos no bar! Corremos dali para fora!!! O meu marido fez sucesso em Bangkok!!!

Hoje foi um dia muito cansativo mas super excitante. Saímos do hotel às 6h30 e fizemo- nos à estrada a caminho dos mercados flutuantes de damnoen saduak. Foi uma viagem um pouco longa, mas valeu bem a pena! Vimos elefantes e cobras píton e andamos no meio de canais estreitos de 4m de largura. O mercado é constituído por 200 canais compostos por lojas em cima da agua onde vendem de tudo! A comida era fantástica e os preços super inflacionados! Um estilo muito vietnamita. Conseguimos um barco só para nós os dois, exclusivo, pelo mesmo preço!! Muito romântico com a excepção de não podermos tocar em nada, nem perguntar preços porque quase nos obrigam a comprar! Momento alto: Vimos um tailandes a vender que era a cara chapada do Jackie Chan!!! Eu olhei e vi-o e muito baixinho disse ao Di "aquele parece o Jackie Chan!" ele ouviu e riu-se muito e da forma mais feminina que lhe saiu, disse "yes, yes! Jackie Chan!" foi uma risota!

Saímos e fomos almoçar sobre o rio Kwai, onde metemos conversa con dois indianos super porreiros, de Kerala, que nos foram dando dicas sobre o resto da nossa viagem e dicas para viagens futuras! A comida era bastante boa, (para mim era demasiado picante!) e partimos para o templo dos tigres. O melhor de toda a viagem! Não tenho palavras para descrever a sensação! No inicio pareciam bonecos de peluche porque estavam todos a dormir, mas depois começaram a mexer-se e foi brutal! Eram enormes e tiramos imensas fotos com eles!! Fomos brincar com um tigrezinho bebé e ele brincava como a Mafalda que me deixou cheia de saudades! Sao mesmo da mesma família... Tiramos fotos super com ele! Fomos ver uns deles a brincar com sacos plásticos e foi demais! eles corriam imenso e davam saltos gigantes! Vimos javalis de todos os tamanhos (porcos pretos pequeninos... Leitoezinhos! Hhhhhhmmmmm!!!), veados que nos deixavam aproximar e tocar-lhes e dar festas, búfalos e dois ursos (um deles era tão, mas tão gordo.......!!!Nem se conseguia levantar ou andar, quanto mais correr!!)

A seguir fomos ao rio kwai e como todos nós tínhamos adorado estar com os tigres, não deu muito tempo para estar na ponte... A viagem de volta demorou quase 3h30 porque houve um acidente na estrada e começou a chover e a trovejar depois. Quando chegamos ao hotel nem queríamos acreditar! O rabo quadrado, as pernas dormentes e as costas num oito! É oficial... Já passei dos 30!!! Tomamos um banho e fomos fazer O que ainda faltava fazer... Jantar no topo do edifício mais alto da Tailândia - Bayoke tower 2! Por 13€ cada um comemos tudo no 78• andar! Sushi, lulas, todo o tipo de marisco cozido e tempuras. Ainda havia noodles, estufados de peixe, massas, pizzas, crepes, omeletes, sopas, etc. Só faltou barriga!  A seguir subimos ao 84• andar e chegamos ao piso rotativo que da para ver bangkok em 360•! BRUTAL!!!

Despedimo-nos de bangkok em grande e esperamos cá voltar muito, muito em breve!!! Amanha: Camboja - um dos meus sonhos realizados… Partimos às 8h da manha e chegamos a siem Reap às 7h da tarde!

  • Instagram
  • Email
kbnhoodplkockmil.png